Agroecologia / PANC´s / Plantas medicinais / Saúde

Esse peixe é mato. Alimenta e cura.

Não é necessário fazer uma super horta para cultivar espécies medicinais e comestíveis. Mas é necessário despertar certo estímulo culinário para plantar o que se come. Para tanto, um jeito divertido é aprender sobre novas espécies consideradas de uso não convencional – PANC´s – e negligenciadas como espécies comestíveis.

Não raro, é o que acontece comigo quando vou visitar a estação de permacultura dos meus amigos Ricardo e Daniel (autores desse blog). Da última vez, voltei para casa com uns “matos de comer” no mínimo interessantes. Por isso, vou compartilhar aqui uma espécie, uma receita e um incentivo. E dizer que, se alimentar daquilo que muitos chamam de “mato” é sem dúvida uma experiência genuína.

Esta ervinha verde prateada e aveludada – na imagem abaixo – é conhecida como lambari ou peixinho-frito, entre outros nome, e pertence a mesma família da sálvia, do hortelã e do manjericão. Pode ser cultivada como planta ornamental, possui uso medicinal, é servida como chá, mas já pensou em come-lá empanada e frita?

De perfume agradável, quando frita lembra o sabor de um peixinho de verdade, quem provou recomenda.

Foto: BioWit

Foto: BioWit

CARACTERÍSTICA BOTÂNICA

Nome científico: Stachys lanata L.   –   Família: Lamiaceae

Nome popular: Peixinho, lambarizinho, sálvia peluda, pulmonária, peixe-frito, orelhas de cordeiro, entre outros.

Usos medicinais: béquica, emoliente,  combater doenças respiratórias como asma, bronquite, resfriados, pneumonia e tuberculose.

Modo de cultivo: Desmembramento de propágulos das touceiras, o cultivo pode ser realizado o ano todo. *Espécie rústica com baixas exigências. Não tolera calor excessivo, é resistente às baixas temperaturas e não queima com a geada.

RECEITA – PEIXINHO A MILANESA
  • folhas de peixinho
  • 2 ovos ligeiramente batidos
  • farinha de rosca
  • 2 dentes de alho picado
  • sal a gosto
  • óleo para fritar
  • 2 limões

Sugestão para o modo de preparo:

Bom, a receita que eu fiz para minha família é bem simples e todos adoraram a novidade. Lave e seque bem as folhas do peixinho, em seguida coloque-as em um recipiente, misture com o alho picado, passe-as no ovo batido com sal e depois na farinha de rosca (se quiser uma camada mais grossa, repita este passo), por fim, frite em óleo. Como o processo de fritura é rápido, fique de olho para que não passem do ponto. Para dar um sabor especial, use limão e pimenta a gosto.

e você conhece esse mato?
 _

 “PLANTE COMIDA EM TODO LUGAR”


Para saber mais, acesse o Manual de plantas comestíveis não convencionais e descobra mais detalhes.
 _

Fonte: http://www.plantamed.com.br/plantaservas/especies/Stachys_lanata.htm Fonte: http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/lambari.html#.VCQqFfldWpw

Advertisements

4 thoughts on “Esse peixe é mato. Alimenta e cura.

  1. Pingback: Restaurante de Witmarsum é o primeiro da região a incluir PANC’S no cardápio. |

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s